Olivia Palermo

Ela é referência de estilo, dona de um bom gosto inconfundível, famosa por misturar lé-com-cré e não errar nunca. Além disso, já foi vilã de reality show e há pouco tempo ficou noiva desse cara aqui, (que só podia ser alemão, diga-se de passagem <3). O cartão de visitas tá bom ou quer mais?

1

O guarda roupa é invejável, mas a verdade é que Olivia fica bem com tudo. Bônus para a maquiagem e o cabelo sempre feitos, o que ajuda em muito o visual, mas mesmo quando vai levar totó (ou sei lá o nome do cachorro) pra passear, a cara lavada é uma pele perfeita + óculos escuros, e ninguém nem percebe que ela saiu sem maquiagem.

2

Ela usa de tudo. Muita calça jeans, couro, pele, camiseta, moletom, salto, tênis, macacão com bota. E fica linda. O segredo, além do bom gosto, é a postura. Olivia tem aquela postura de quem caminha e diz “abram, súditos”. Quem se sente bem no que está vestindo normalmente segura o que for. #fikaadika #plebe

3

É o high-low que deixa tudo tão legal e fora do comum. Quando a gente tá esperando um salto, Olivia veste tênis, quando espera um moletom, ela vai de casacão de pele. Admiro muito quem se veste assim, seguindo a própria intuição e confiando no próprio estilo (mas com noção, ok, noção!). A chance de Olivia sair na rua e encontrar alguém vestindo a mesma coisa é… tipo… zero. E isso é bem legal.

4

Ó que gracinha que fica com tênis. E pasmem, esse primeiro é um Nike Free Run, daqueles de acadjimia, num look que eu usaria já. Muito amor!

5

E um jeans + camisa branca, e jeans + jeans, provando que se vestir pro trabalho pode ser bem legal e que você é que é entendiante. Olivia poderia ter o seu guarda roupa e te deixar no chinelo, e é por isso que Olivia Palermo… pega o Johannes e você não é Olivia Palermo.

Entendeu meu ponto?

Anúncios

Ela é a Cara

Cara Jocelyn Delevingne é modelo, tem 21 anos e um je nes sais quois que ultrapassa todas as barreiras. É a “star face” do mundo da moda, maluca que só ela, vive aloprando no Instagram e nem polemizando à la Kate Moss ela consegue ser menos idolatrada. Karl Lagerfeld foi quem disse tudo: ela não é a mais nova Kate Moss. Ela é Cara Delevingne. Ba-dun-tss. Quer mais?

Captura de Tela 2013-11-12 às 00.02.12

Ela é irmã de Poppy Delevingne, e não é para menos. Eita genética. Não bastasse ser linda de doer, ela ainda segura tudo que coloca no corpo. Sem brincadeira. Cara pode vestir um tricot dos Simpsons num dia e desfilar de Burberry no outro, e vai parecer que nasceu para usar os dois. Vai entender…

Captura de Tela 2013-11-12 às 00.01.34

Ela passa por todas as fases, do grunge-mendigagem ao grunge-cool. Muita sobreposição, botas e senso de humor depois, o resultado é bem positivo. Em parte, porque é Cara. Se eu saísse na rua assim ganhava esmola, crtza.

Captura de Tela 2013-11-12 às 00.01.50

Ainda assim, o meio termo é a essência dela. Esse look do meio, com o casaco vermelho xadrez, é meu preferido de todos os tempos. Meio grunge, meio arrumadinho, meio modelo fora do serviço, uma graça. E daqui em diante já dá pra começar a copiar…

Captura de Tela 2013-11-12 às 00.02.01

Principalmente quando os tons são neutros. Aí o grunge dá mais espaço ao lado modelo dela, com muita skinny, jaqueta de couro e bota. Sem erro, altamente copiável e lindo, muito lindo.

Captura de Tela 2013-11-12 às 00.01.25

E quando o tapete é vermelho, Cara encara a responsabilidade. Sabe que estilo, estilo, dresscode à parte, e respeita. E samba na cara da sociedade. Apesar de o Burberry da foto do meio ser de cair o queixo, foi o último look que arrancou todos os meus suspiros. Chique, sexy e fiel ao estilo dela, até a última gota.

Captura de Tela 2013-11-12 às 00.01.17

E como eu adoro me alongar num post – e Cara adora umas tatuagens – aqui vão algumas das tattoos que ela estampa no corpo. Cara tem um leão no dedo indicador (ela é leonina, só podia). Na lateral da mão estão suas iniciais, CJD, e a tatuagem no pé é a minha preferida. Não só porque diz Made in England, mas porque ela fez no pé, e achei que a frase combinou com a escolha do lugar de um jeito engraçadinho que é a cara dela. Ela tatuou no famoso estúdio BangBang em NY, e é tão habitué que já tatuou seu próprio tatuador (aham!).

Captura de Tela 2013-11-12 às 00.02.21

Umas últimas fotos, pra terminar, já que contra fatos não há argumentos. Cara é realmente tudo isso que estão dizendo.

Out and ABalti

Uma criança de 7 anos poderia bolar um título melhor que o meu trocadilho, mas vocês sabem que sou ruim com títulos e se entram aqui é porque me aceitam mesmo assim.Captura de Tela 2013-06-23 às 23.30.53

É tarefa mais que árdua integrar minha lista de girl crushes. Miranda Kerr tem título vitalício, e é preciso alcançar o mesmo nível – olha a dificuldade – para chegar lá também. Mas ela conseguiu: Bianca Balti ganhou um espaço especial na minha lista – e no meu Pinterest, diga-se de passagem.

Captura de Tela 2013-06-23 às 23.31.14

Ela é italiana, tem 29 anos, uma filha e um corpo para dançar lambada na cara das pessoas que furam a academia, como eu. Como se não bastasse, ainda tem um estilo fora das passarelas que poucas têm, e que eu adoro. Se Miranda Kerr fosse italiana, assim seria:

Captura de Tela 2013-06-23 às 23.31.03

Pra começar que nem de cara lavada ela fica menos bonita. Parece que nem se esforça, e com essa beleza nem precisaria, mas a verdade é que Bibi – a íntima – sabe das coisas. Menos é mais, e até o jeans com jeans ela consegue deixar clean. Pode isso, Arnaldo Gloria?

Captura de Tela 2013-06-23 às 23.31.30

PÁ, na cara da sociedade. Bi já fez campanhas para D&G (pela qual é mais reconhecida), Donna Karan, La Perla, Dior, Valentino, Guerlain, Mango e a lista é interminável. Também pudera. Lembro que a primeira indagação que me fiz (num Domingo não muito produtivo, admito) foi algo do tipo mas com essa cara e esse corpo, Bibi é material de Victoria’s Secret!! Fui pesquisar e nem no vestibular acertei tão no chute. Ela agraciou as passarelas da VS em 2005.

Captura de Tela 2013-06-23 às 23.32.09

Só Bibi para segurar micro saia + batom vermelho com a filha a tira-colo sem aparentar piriguetagem. Bibi e Miranda, quem sabe Gisele, apenas. Esse talento é para poucas. Ela não fica ruim com nada, minha gente. Típica pessoa que pode vestir um saco de batatas sem ser julgada. Triste ver como os genes às vezes se combinam de forma injusta com o resto da humanidade.

Captura de Tela 2013-06-23 às 23.31.21

E para quem está se perguntando, ainda sou hétero 🙂 é que quando a gente se depara com uma mulher tão bonita com senso estético apurado, é difícil conter a emoção. Girl crush é a expressão mais certa que me vem à cabeça nessas horas. It girl sem tirar nem por, figurinha carimbada da pastinha de inspirações, VIP nos boards do Pinterest. Bianca merece.

RED

Nunca imaginei que um dia faria um post sobre Taylor Swift. Mas também, já achei que nunca tanta coisa que para manter a palavra hoje em dia é melhor nem dizer nunca. Confuso?

Sempre achei ela meio super sem sal. Sempre com o mesmo cabelo, mesmo estilo de roupa e tudo mais. Bonitinha, sim. E nunca erra. Mas também nunca olhei uma foto dela e achei incrível. Até que ela lançou um novo CD.

1

Com RED vieram músicas novas, roupas novas, cabelos novos e até uma atitude diferente. Parece papo de revista (e meio que é, li uma entrevista com ela, final do ano passado, nessa linha), mas a verdade é que ela finalmente mudou para melhor.

2

Hooray! A franja é bem controversa, mas vou dizer que eu amo, porque faz com que ela finalmente faça escova no cabelo. Eu, pelo menos, não aguentava mais o crespo. Os vestidos ficaram mais decotados, as cores mais fortes, até a pose mudou. Tem até uma criatura de verde na última foto morrendo de inveja huhu

3

E para tudo para um dos vestidos mais bonitos de todos os tempos. Esse segundo nude da montagem é meu preferido. E eu realmente to gostando do cabelo. Dizem que pela divulgação do CD – e pela nova fase, vai saber – Taylor agora só quer saber de vermelho. To sentindo uma vibe 😉 (e essa foi a pior frase de todos os tempos, mas achei pertinente).

4

Olhando de perto, não sei como ela consegue ter a pele tão perfeita. A maquiagem tá sempre impecável, nem um borrão, nem um deslize, não importa o quão HD seja a câmera. Sinceramente, namorar 23 caras em um ano deve fazer bem.

E, sim. Eu ouvi o CD. E pelas contas do meu iTunes, ouvi I Knew You Were Trouble 37 vezes. Hoje.

Não me julguem.

Rockin’ a LBD

O Pinterest é mesmo um lugar mágico… Achei perdida por aí uma foto de Kristin Cavallari, em 2009, segurando um pretinho básico à perfeição. A prova fotografada de que um vestido preto acertado não pede mais nada.

O vestido é Blumarine (decotado, mas no comprimento certo), os sapatos YSL e a bolsa aquela Alexander Wang desejo. Um bracelete dourado, um smokey-eye-nosso-de-cada-dia e uma escova no cabelo, e, para mim, essa é a definição de drop dead gorgeous.

Como eu sempre digo por aqui, não há milagre que um LBD não faça. Não só é praticamente impossível de errar, o resultado é um look lindo e versátil, e vai do jantar à balada in 3.5. (tão rápido quanto uma Lamborghini – e essa foi especialmente para a homarada).

Então já sabe. Na dúvida, vá de Lamborghini pretinho básico.

Kim Loira?

Kim Kardashian postou hoje no Insta.gram as fotos da mudança (radical?) nos cabelos. Foi de morena para loira antes que Kanye pudesse cantar No! No! No! N-No!

Sinceramente? Se ela pintou mesmo, gostei não. Amo os cabelos escuros dela, acho que combinam e, principalmente, acho que ficam com cara de fios saudáveis. Por mais bem feito e cuidado que seja, o loiro claríssimo no cabelo muito escuro sempre danifica os fios, e acaba transparecendo.

Até porque Kim já foi loira um dia e dá para ver do que to falando:

Prefiro fios bens escuros ou castanho médio, mas longe do tom Giuliana Rancic que ela adotou em 2009.

Ainda assim, não vejo a hora de ver uma foto de rosto inteiro. Vai que ficou legal e eu aqui gongando…

E vocês, o que acharam?

Miley na Marie Claire

Olha só quem é capa e recheio da Marie Claire de Setembro:

Mileyzinha! Estampando aquela que é a maior e mais importante edição do ano. Achei que a revista acertou em cheio essa nova fase dela: mais bonita, mais moderna mas ainda com aquela pegada um pouco edgy. É só notar pela cor das unhas, a cara de Miley.

Amei a foto de cima, na direita, mas todas ficaram muito bonitas. Sei que tem todo aquele trabalho de iluminação, maquiagem/cabelo e ainda um photoshopzinho básico, mas acho que é isso que nos faz gostar tanto de capa/editorial de revista. Essa beleza além do normal. Não é não?