A Bela e a Fera como você ainda não viu

No pós apocalipse que é final de semestre, pelo menos pra mim, o blog fica parado porque, né, alguém aqui (hãm, eu) precisa passar de ano. Mas quando tudo passa (ou quase tudo, ainda não entrei 100% de férias) as coisas ficam mais calmas e eu volto cheia de coisas pra contar.

Pra você que tá de férias – ou não, também não precisar estar de férias – a dica é boa. Tá todo mundo careca de saber que eu gosto de assistir seriados. Tipo, bastante. Já falei aqui de Castle, Suits, Pretty Little Liars, Orange is the New Black, e a lista poderia ser bem mais longa. Aí que, adicionando à lista, chegou a hora de falar de Beauty and the Beast.

Captura de Tela 2013-12-09 às 18.46.59

Sei que tem gente que não aguenta mais ver remakes que nunca são realmente iguais ao original. Mas Beauty and the Beast, da CW, não é um remake, é uma repaginada que em quase nada lembra A Bela e a Fera, não fosse pelo fato de ter uma fera. E uma bela. A série conta a história de Vincent, um médico que foi servir no Afeganistão após a morte do irmão e acaba entrando num experimento do governo que visa criar homens quase indestrutíveis para servir no exército. O experimento sai fora de controle e o laboratório responsável passa a caçar os soldados, que viraram meio humanos meio feras. Catherine é uma detetive e é num dos casos dela que os dois se cruzam. Long story short, parece uma história bobinha, mas aposto que após assistir o piloto você não vai conseguir não assistir tudo. A série está na segunda temporada.

Captura de Tela 2013-12-09 às 18.46.50

Kristin Kreuk é uma das minhas atrizes preferidas. Linda até dizer chega, fofa e vive rindo – em praticamente todas as entrevistas, é difícil encontrar uma filmagem dela séria. Jay Ryan é uma revelação e tanto (e tanto – principalmente sem camisa #prontofalei). E o que deixa tudo ainda mais legal é que os dois têm uma química incrível, que transparece na tela. Rolam até boatos de que a relação teria saído da série pra vida real, mas Jay é casado e acabou de ter uma filha então sei lá né, são só rumores.

Pra dar um gostinho, olhaí o gag reel do DVD. É sempre a parte mais legal de qualquer seriado, impossível não rir:

VSFS 2013

Chegou, mais uma vez, a época mais esperada do ano. Não basta ser fim de ano, pré-férias e pré-Natal, ainda tem Victoria’s Secret Fashion Show, a única tacada de marketing com segmento próprio no PrimeTime da TV americana (e da nossa também, na TNT mais próxima!). O Business Insider deu o furo com várias fotos hoje cedinho, e agora é hora de contar como foi tudo por aqui.

2

Ainda não consegui juntar as peças do tema desse ano. O segmento acima é uma coisa meio Midnight in Paris, o que faz todo sentido já que a campanha do novo perfume da marca, Victoria, foi toda filmada por lá. Mas aí tem a Inglaterra, um monte de guardinhas do Palácio de Buckingham, uns pássaros, neve e a coisa toda fica muito louca. Vejamos:

9

Até Taylor Swift vestiu a camisa, literalmente. Aliás, quando ouvi I Knew You Were Trouble pela primeira vez fiquei imaginando por que diabos ela ainda não tinha sido convidada para cantar no desfile. E não é que esse ano ela foi, e cantou justamente essa música? ❤ Rezemos para que as outras músicas tenham sido tão boas quanto, uma vez que em termos musicais, ano passado foi terrível.

6

Falando em música, ainda teve Fall Out Boy, Neon Jungle (no segmento PINK) e A Great Big World (a música calma da noite).

5

Candice Swanepoel desfilou com o sutiã de 1 milhão de dólares. Linda. Diz por aí que ela tá sendo preparada para ser a nova Gisele/Tyra/Adriana da Victoria’s Secret, e não duvido. Ano passado ela já teve um segmento só sobre ela. Behati Prinsloo, que ficou noiva do Adam Levine, também foi a estrela da noite.

the-wings-and-set-are-eye-catching

Ó os passarinhos.

she-sang-in-front-of-this-cool-set-with-trees

Taylor Swift no segmento (que sempre tem) da neve + glitter + lingerie branca. Os segmentos desse ano foram, nessa ordem: British Invasion, Birds of Paradise, Shipwrecked, Pink Network, Parisian Nights e Snow Angels, que é esse último da foto.

11

Karlie Kloss. Ela é bonita e tal, mas parece que não orna.

7

Izabel Goulart toda linda.

8

Alessandra Ambrósio também, sempre.

4

O segmento PINK. Olha os emojis do whatsapp aí 😀

10

Behati, bem gatona.

3

O encerramento, hora de dar tchau! Tchau mais ou menos, porque dizem que virando as costas começam os trabalhos para o desfile do ano que vem. Tá pensando que é fácil?

1

E uma espiada no Instagram na Victoria’s Secret, que tem várias fotos de backstage e tudo mais. Os robes desse ano ficaram lindos, lembrando que eles passam a vender pelo site um dia após a transmissão do desfile pela CBS (dia 10/12), mas não entregam mais no Brasil 😦

Pra quem quiser uma espiadela, o VSholic já colocou um vídeozinho no ar com o resumo da noite. O Business Insider, de onde tirei as fotos do post, também tem um preview e outras informações bem legais para matar o suspense enquanto o show não vai ao ar. Já o Fashionismo mostra todos os segredinhos de beleza de uma verdadeira Angel, e se você é fã como eu, não dá pra perder.

Em suma, foi um bom ano para a Victoria’s Secret. Agora é esperar e ver como a equipe de produção consegue deixar tudo ainda melhor e mais bonito para a TV – e pra gente 😉

Ela é a Cara

Cara Jocelyn Delevingne é modelo, tem 21 anos e um je nes sais quois que ultrapassa todas as barreiras. É a “star face” do mundo da moda, maluca que só ela, vive aloprando no Instagram e nem polemizando à la Kate Moss ela consegue ser menos idolatrada. Karl Lagerfeld foi quem disse tudo: ela não é a mais nova Kate Moss. Ela é Cara Delevingne. Ba-dun-tss. Quer mais?

Captura de Tela 2013-11-12 às 00.02.12

Ela é irmã de Poppy Delevingne, e não é para menos. Eita genética. Não bastasse ser linda de doer, ela ainda segura tudo que coloca no corpo. Sem brincadeira. Cara pode vestir um tricot dos Simpsons num dia e desfilar de Burberry no outro, e vai parecer que nasceu para usar os dois. Vai entender…

Captura de Tela 2013-11-12 às 00.01.34

Ela passa por todas as fases, do grunge-mendigagem ao grunge-cool. Muita sobreposição, botas e senso de humor depois, o resultado é bem positivo. Em parte, porque é Cara. Se eu saísse na rua assim ganhava esmola, crtza.

Captura de Tela 2013-11-12 às 00.01.50

Ainda assim, o meio termo é a essência dela. Esse look do meio, com o casaco vermelho xadrez, é meu preferido de todos os tempos. Meio grunge, meio arrumadinho, meio modelo fora do serviço, uma graça. E daqui em diante já dá pra começar a copiar…

Captura de Tela 2013-11-12 às 00.02.01

Principalmente quando os tons são neutros. Aí o grunge dá mais espaço ao lado modelo dela, com muita skinny, jaqueta de couro e bota. Sem erro, altamente copiável e lindo, muito lindo.

Captura de Tela 2013-11-12 às 00.01.25

E quando o tapete é vermelho, Cara encara a responsabilidade. Sabe que estilo, estilo, dresscode à parte, e respeita. E samba na cara da sociedade. Apesar de o Burberry da foto do meio ser de cair o queixo, foi o último look que arrancou todos os meus suspiros. Chique, sexy e fiel ao estilo dela, até a última gota.

Captura de Tela 2013-11-12 às 00.01.17

E como eu adoro me alongar num post – e Cara adora umas tatuagens – aqui vão algumas das tattoos que ela estampa no corpo. Cara tem um leão no dedo indicador (ela é leonina, só podia). Na lateral da mão estão suas iniciais, CJD, e a tatuagem no pé é a minha preferida. Não só porque diz Made in England, mas porque ela fez no pé, e achei que a frase combinou com a escolha do lugar de um jeito engraçadinho que é a cara dela. Ela tatuou no famoso estúdio BangBang em NY, e é tão habitué que já tatuou seu próprio tatuador (aham!).

Captura de Tela 2013-11-12 às 00.02.21

Umas últimas fotos, pra terminar, já que contra fatos não há argumentos. Cara é realmente tudo isso que estão dizendo.

Sucesso é arte, fracassar faz parte

Dizem por aí que a geração Y (nós, cambada, todo mundo entre os anos 70 e meados de 1990) é impaciente, quer sucesso e dinheiro no bolso da noite para o dia, melhor ainda se for da noite da formatura para o dia seguinte. Dizem que a gente quer tudo de mão beijada, que não quer dar duro para subir na vida e que quer chegar a CEO antes dos 30. E é verdade. Quem anda dizendo isso aí tá coberto de razão. Errados estamos nós.

Anna Wintour, Oprah, Madonna, Truman Capote, Jerry Seinfeld, Michael Bloomberg, J.K. Rowling, Mark Cuban, Walt Disney, Elvis e Steve Jobs. Sabe o que todos eles têm em comum? Todos já foram demitidos alguma vez na vida. Todos eles têm as mais diversas histórias para contar, e garantem que fracassar muitas vezes é o que leva você ao sucesso. De histórias engraçadas, como o editor que disse que Walt Disney não tinha imaginação nem boas ideias, até histórias beirando o inacreditável: Steve Jobs foi demitido da empresa que ele mesmo fundou. Madonna foi demitida no seu primeiro dia de trabalho numa filial do Dunkin’ Donuts, e J.K. Rowling foi demitida porque passava tempo demais escrevendo (o que na época era o primeiro livro de Harry Potter). Entende a moral da história?

Captura de Tela 2013-10-21 às 23.31.38

Tudo bem! Você não vai sair do berçário (nem mesmo da universidade) para a cadeira de diretor executivo. Você vai passar perrengues, ganhar experiência, conhecer pessoas, ter um pouquinho de sorte, e um dia vai chegar lá. É por isso que todo mundo aconselha você a fazer o que gosta. Porque essa estrada – aquela para chegar lá – é tortuosa e depende muito da sua motivação. Se você bater o pé e ficar de mimimi ao primeiro não que ouvir pela frente só estará provando (por A + B e com prova real) que não tem maturidade para conseguir o que quer.

Mark Zuckerberg foi ver a cor do dinheiro com o Facebook pela primeira vez aos 25 anos. Warren Buffett, aos 25, era analista de valores imobiliários. Jay-Z era anônimo com essa idade, e Ralph Lauren era assistente de vendas. Todos eles já passaram por poucas e boas para chegar onde chegaram, mesmo aqueles que chegaram cedo. Acontece que na hora de buscar um exemplo, a gente pula essa parte da biografia, e vai direto para a parte do sucesso – e do dinheiro, e da fama. Todo sucesso tem um caminho, infelizmente (ou felizmente!) não tem mistério. É trabalho (muito trabalho), dedicação e vontade.

Então se você está saindo da universidade agora e está deprimido porque acha que não vai conseguir ter casa própria/comprar um carro/abrir sua empresa/ser promovido/insira-um-sonho-aqui no tempo que achou que iria (tipo antes dos 25), pare de agir como um garotinho mimado e deixe para queimar seus neurônios com aquilo que interessa: trabalho. Porque no fim o futuro se resolve melhor do que a gente imagina, e como disse Steve Jobs, a gente nunca consegue conectar esses pontos olhando para frente, só olhando para trás.

Agora se você ainda não cansou dessa tema, vale muito a pena gastar mais uns minutinhos lendo sobre toda essa gente de quem acabei de falar – e mais algumas outras histórias de quem chegou lá. O Business Insider fez uma lista de gente bem sucedida que já foi demitida alguma vez na vida aqui, e uma outra lista com o que várias delas estavam fazendo aos 25 anos de idade. Para parar de mimimi.

Maquiagem, contornos e um cara que você precisa conhecer

Maquiagem tem poder de Photoshop, com a vantagem de estar ali, ao vivo, pra todo mundo ver – e comprovar. Ninguém olha uma mulher maquiada e dispara um “ahh, mas isso ali é maquiagem”. Maquiagem é, de certa forma, real.

Até você conhecer Samer Khouzami. O maquiador libanês é responsável por verdadeiras obras de arte em forma de maquiagem. Aliás, por verdadeiros trabalhos de Photoshop, sem a tecnologia digital. Os traços e cores fortes lembram muito o estilo Kim Kardashian: bastante contorno e jogo de luz e sombras, olhos bem marcados, cílios postiços… O resultado é esse aqui:

Captura de Tela 2013-10-17 às 22.20.19

Suas maquiagens passam longe do leve, nem-parece-que-me-maquiei – até porque suas clientes são, em grande parte, libanesas, que amam um rosto bem maquiado – mas também não chegam nem perto de serem pesadas, do tipo massa corrida. O que é um dom e tanto. Em grande parte por suas técnicas, mas também pelos produtos que Samer usa.

O segredo… está lá no Instagram dele, para quem quiser ver! Todos os produtos, todas as transformações. Quer que eu adiante pra você? MAC, Giorgio Armani, La Mer e YSL estão entre as escolhas dele. Mas uma das marcas preferidas, a base que ele usa quase todos os dias é… Laura Mercier. Aquela que faz um Photoshop que só vendo, sobre a qual falei por aqui. A base é realmente tudo isso, e a prova… A prova nem precisa mais né?

Captura de Tela 2013-10-17 às 22.20.10

Um duo de contornos é o item que, depois de uma passada no Instagram de Samer, entrou em primeiro lugar pra minha lista. O Instagram é também o lugar perfeito pra buscar inspiração. Impossível não sentir nem um pouquinho de vontade de sair de casa maquiada depois de uma passadinha por lá. To mentindo? 😉

Roube como um artista!

Pablo Picasso uma vez disse que arte é furto. Que bons artistas copiam, e grandes artistas… Bem, grandes artistas, eles pegam tudo aquilo que já viram por aí e transformam em obra deles. Em outras palavras, eles furtam.

3d-Steal-Like-an-Artist-NYT

Quando li (li não, devorei) o livro de Austin Kleon me identifiquei em cada capítulo. Quem já me ouviu contar algumas histórias sobre a infância sabe que alguns dos meus deveres de casa foram furtados de filmes que vi, livros que li e até de um show de mágica ao qual assisti uma vez. Eu tinha uma vontade sem fim de contar histórias que já tinha ouvido toda vez que me pediam para escrever uma redação, e foram elas que me trouxeram os melhores resultados.

A questão é, dificilmente alguma coisa é 100% original. E tudo bem! A arte – e quase tudo nessa vida – nada mais é que um remix de tudo aquilo que já vimos, e que de alguma forma nos agradou, amarrado com um laço que é nosso toque pessoal, e que faz desse nosso próprio trabalho. Pintores o fazem, músicos o fazem, escritores o fazem, e abraçar esse fato é uma das chaves para a criatividade.

poster-0-500x666

Tá, e oquéco? Qual o ponto disso tudo?

Se você pretende se trancar numa sala de escritório e não produzir mais nada pelo resto da sua vida, esse texto talvez não seja pra você. Mas se você, independente de ser um guitarrista, um estilista, um diretor de marketing ou um engenheiro, quer gerar boas ideias que levem a excelentes trabalhos, dê uma chance ao livro. Agora. Ou ao menos escute o que Austin tem a dizer, assistindo a ele no TEDx, e tire suas próprias conclusões:

5 apps para iPhone para baixar pra ontem!

Hoje em dia tem aplicativo pra tanta coisa que fica difícil saber o que baixar antes que a tela inicial vire o samba do crioulo doido. Tem apps para noivas, grávidas, para monitorar exercícios físicos, dieta, metas, trabalhos e até o sono. Tirando os básicos (Facebook, Whatsapp, Instagram etc.), aqui vão os 5 apps que, na minha opinião, fazem o download valer – muito!– a pena:

Captura de Tela 2013-09-28 às 00.51.17

1. Para ouvir: Superplayer

O superplayer vai fazer você dispensar o iPod, ou quase. Você pode escutar milhares de músicas, nos mais variados estilos musicais, marcar o que gosta, o que não gosta, fazer listas… A seleção é enorme, ótima e bem atual. O aplicativo depende de conexão com internet, mas é grátis.

Captura de Tela 2013-09-28 às 00.51.55

2. Para ficar por dentro (das futilidades!): Popsugar

É sempre bom ficar por dentro das novidades… Mesmo que elas sejam um pouco fúteis, #quemnunca? De uma atualização rápida sobre Kate Middleton à lista das cenas mais marcantes do cinema, das últimas de Kim Kardashian ao novo point para comer em Nova York, o Popsugar tem de tudo, e o melhor: você filtra só os assuntos pelos quais se interessa.

Captura de Tela 2013-09-28 às 00.51.23

3. Para aprender: Babbel

O Babbel está disponível para vários idiomas e nada mais é que um curso de línguas rápido e prático, de levar no bolso. O bom é que dá pra praticar em qualquer lugar, seja na fila do banco ou enquanto você espera aquela consulta médica que está atrasada. E é realmente bom para aprender o básico, ou reforçar as aulas de uma língua que você está aprendendo. E é grátis.

Captura de Tela 2013-09-28 às 00.51.43

4. Para botar a mão na massa: Epicurious

O Epicurious é uma curadoria de receitas feita por… você mesma. Os usuários postam receitas, fotos, resenhas e dão notas e dicas do que funcionou ou não funcionou, do melhor modo de fazer etc. Algumas receitas dão água na boca e você pode arquivar suas preferidas para consultar depois. Perfeito para ter à mão na hora de preparar aquele jantar que você prometeu, e se você – como eu – também for uma negação na cozinha, há uma categoria só para receitas práticas.

Captura de Tela 2013-09-28 às 00.51.31

5. Para jogar: Where’s My Water?

Nem tudo nessa vida é CandyCrush. Confesso que joguei CandyCrush uma vez e não vi muita graça – desculpaê! – então baixei Where’s My Water e… viciei! O objetivo é abrir caminho para levar a água até o jacarezinho, que precisa tomar banho. No caminho, você precisa pegar os patinhos de borracha e outros objetos colecionáveis para avançar. Os níveis vão ficando mais difíceis, e a versão paga ($ 0.99) tem milhares de fases, pra viciado nenhum botar defeito.

E aí, deixei algum aplicativo seu de fora da lista? Aceito sugestões 😉