5 apps para iPhone para baixar pra ontem!

Hoje em dia tem aplicativo pra tanta coisa que fica difícil saber o que baixar antes que a tela inicial vire o samba do crioulo doido. Tem apps para noivas, grávidas, para monitorar exercícios físicos, dieta, metas, trabalhos e até o sono. Tirando os básicos (Facebook, Whatsapp, Instagram etc.), aqui vão os 5 apps que, na minha opinião, fazem o download valer – muito!– a pena:

Captura de Tela 2013-09-28 às 00.51.17

1. Para ouvir: Superplayer

O superplayer vai fazer você dispensar o iPod, ou quase. Você pode escutar milhares de músicas, nos mais variados estilos musicais, marcar o que gosta, o que não gosta, fazer listas… A seleção é enorme, ótima e bem atual. O aplicativo depende de conexão com internet, mas é grátis.

Captura de Tela 2013-09-28 às 00.51.55

2. Para ficar por dentro (das futilidades!): Popsugar

É sempre bom ficar por dentro das novidades… Mesmo que elas sejam um pouco fúteis, #quemnunca? De uma atualização rápida sobre Kate Middleton à lista das cenas mais marcantes do cinema, das últimas de Kim Kardashian ao novo point para comer em Nova York, o Popsugar tem de tudo, e o melhor: você filtra só os assuntos pelos quais se interessa.

Captura de Tela 2013-09-28 às 00.51.23

3. Para aprender: Babbel

O Babbel está disponível para vários idiomas e nada mais é que um curso de línguas rápido e prático, de levar no bolso. O bom é que dá pra praticar em qualquer lugar, seja na fila do banco ou enquanto você espera aquela consulta médica que está atrasada. E é realmente bom para aprender o básico, ou reforçar as aulas de uma língua que você está aprendendo. E é grátis.

Captura de Tela 2013-09-28 às 00.51.43

4. Para botar a mão na massa: Epicurious

O Epicurious é uma curadoria de receitas feita por… você mesma. Os usuários postam receitas, fotos, resenhas e dão notas e dicas do que funcionou ou não funcionou, do melhor modo de fazer etc. Algumas receitas dão água na boca e você pode arquivar suas preferidas para consultar depois. Perfeito para ter à mão na hora de preparar aquele jantar que você prometeu, e se você – como eu – também for uma negação na cozinha, há uma categoria só para receitas práticas.

Captura de Tela 2013-09-28 às 00.51.31

5. Para jogar: Where’s My Water?

Nem tudo nessa vida é CandyCrush. Confesso que joguei CandyCrush uma vez e não vi muita graça – desculpaê! – então baixei Where’s My Water e… viciei! O objetivo é abrir caminho para levar a água até o jacarezinho, que precisa tomar banho. No caminho, você precisa pegar os patinhos de borracha e outros objetos colecionáveis para avançar. Os níveis vão ficando mais difíceis, e a versão paga ($ 0.99) tem milhares de fases, pra viciado nenhum botar defeito.

E aí, deixei algum aplicativo seu de fora da lista? Aceito sugestões 😉

Anúncios

Candice Swanepoel ensina você a manter a dignidade durante um vôo

E é assim ó:

Captura de Tela 2013-09-28 às 00.17.24PÁ!

Candinha, você é inteligência pura. E beleza também. Ok, ser Candice Swanepoel ajuda (na foto ela tá toda alegrinha desembarcando na África do Sul, sua terra Natal), mas eu fiquei mesmo foi com inveja da trança.

Nunca tinha parado pra pensar que a trança é a forma mais fácil e garantida de manter a dignidade capilar durante longos vôos. Isso porque o cabelo não fica embaraçado, mas também não fica marcado como num rabo de cavalo. Ok, marcado ele fica, mas fica um ondulado bonito que vai ficar maravis quando você soltar no saguão do aeroporto, enquanto pega sua mala.

Por isso, antes de sair de casa, verifique seus documentos tome aquele banho, lave e seque os cabelos e passe um finalizador para deixá-los soltinhos (tipo o After Party, da Bed Head – que ao contrário do que muitas pessoas pensam não é pra depois da festa!) e faça uma trança bonita, mas bem solta, prendendo com aqueles elásticos tipo mola, que quase não marcam o cabelo. E bon voyage!

Agora aproveitando o assunto, olha mais ideias de tranças lindas pra botar em prática: (só não vai me fazer essas antes de um vôo, pelo amor, se não quiser desembarcar com o cabelo bizarro no seu destino – para viagens só funcionam tranças soltas, que começam na metade dos cabelos – lembre sempre que você vai soltar a trança depois!)

Captura de Tela 2013-09-28 às 00.17.09

Captura de Tela 2013-09-28 às 00.16.58

Ich liebe Berlin

Esse guia de viagem é provavelmente um dos mais difíceis que já fiz. Já passei dicas de Berlim para várias amigas, conhecidas e até desconhecidas, mas resumir a cidade em um post só é tarefa mais que árdua para alguém que ficou um bom tempo nela – e se apaixonou.

Captura de Tela 2013-09-15 às 19.28.50

Berlim é incrível, cosmopolita e para todos os gostos. Se você gosta de história, tem – muita. Se você gosta de noites agitadas também. Já se você prefere lagartear no sol num Biergarten, as opções são várias, e se você gosta mesmo é de compras, Berlim é o lugar para você. Ou seja, cerveja impossível conhecer a cidade e dizer que não gostou. Mas vamos lá.

Berlim tem muita história para contar. Foi palco dos principais acontecimentos da Alemanha, e está tudo lá para quem quiser ver. Vou dizer que turismo histórico não é meu forte, eu vou se for bonito #prontofalei e de histórico mesmo, por lá, conheci o portão de Brandemburgo, o Check Point Charlie (por 5 euros você carimba seu passaporte como nos tempos em que o muro ainda existia!), a Berliner Dom, a Ilha dos Museus (se você gosta muito de arte vai gostar, mas não acho lá aquelas coisas – principalmente se você tem pouco tempo na cidade) e a East Side Gallery. O que eu acho que tá mais que suficiente, se você também incluir aí o Memorial do Holocausto, que, admito, entre piadinhas de amigos, eu não conheci. O Reichstag é o prédio imponente do governo alemão, onde o Parlamento se reúne, e vale agendar uma visita – sem contar que a vista é linda.

Captura de Tela 2013-09-15 às 19.24.22

Mas Berlim é ainda mais bonita à noite. Em Alexanderplatz, uma subida ao topo da torre de TV para ver Berlim de cima é imprescindível. O preço é 12 euros e a vista é incrível, o ambiente, confortável e o andar de cima ainda dá espaço a um restaurante giratório – mas é bom reservar se quiser jantar por lá. Falando em comer, Hackescher Markt, a estação da Berliner Dom, é rodeada de bares e restaurantes de todos os tipos e ideal para um Happy Hour. A Hackescher Höfe, um complexo de lojas e restaurantes escondido nos becos da região também é um lugar incrível. O SonyCenter, complexo moderno da Sony, reúne um dos únicos cinemas com filmes em versão original em Berlim (a maioria dos filmes que passam por lá é dublada para o alemão!) e alguns restaurantes bem simpáticos – à noite o lugar é ainda mais bonito e vale uma visita.

mapa-berlin-webO mapa do metrô de Berlim (U-Bahn e S-Bahn) – um dos melhores da Europa.

Quando o assunto é compras, Berlim oferece infinitas opções. Uma delas é a Kufürstendamm, ou Ku’damm, como é carinhosamente chamada a Champs Élysées de Berlim. Lá ficam da majestosa KaDeWe à Zara, e tem de tudo. A Friedrichstrasse (strasse = rua, grava aí que você vai ver bastante por lá!) e a Unter den Linden formam o melhor cruzamento da cidade (bem pertinho do portão de Brandemburgo) e possuem as lojas mais bonitas e conceituais de Berlim, mas se você quiser compras rápidas (= shopping), meus preferidos são o Potsdamer Platz Arkaden (a Zara de lá é ótima e a região é bem central) e o Boulevard Berlin (em Steglitz, um bairro bem bonitinho e ótimo para compras – a Zara é boa, a Hollister é lá e o shopping fica ao lado do Das Schloss – outro shopping, onde tem Primark).

Captura de Tela 2013-09-15 às 19.24.11

Se você não quer saber de compras e quer mesmo é conhecer o lado B de Berlim, vá para Warschauer Strasse/Ostbahnhof. Lá fica a East Side Gallery, os bares e baladas mais alternativos da cidade e, se tem uma cidade que nunca dorme, você vai descobrir que é Berlim. Nos finais de semana o transporte público é 24h, e o rush hour acontece lá pelas 3h da manhã, quando ainda tem gente indo para a festa da qual você está voltando, ou vice e versa. Se o dia seguinte for de sol, você vai curar a ressaca com todos os outros habitantes da cidade lagarteando num Biergarten qualquer – e pedindo um Schnitzel com batata frita por mim, por favor. O Tiergarten é o Central Park de Berlim e oferece alguns Biergarten, mas qualquer restaurante à beira do rio também oferece a mesma coisa: (muita) cerveja, comida alemã e gente simpática. Pra viajante nenhum botar defeito.

O cabelo que você sempre sonhou em fazer – em 8 minutos!

Sabe o ondulado perfeito que você sempre tentou fazer e nunca conseguiu? Aquele que você pediu para o cabeleireiro copiar umas mil vezes e não ficou igual?

Captura de Tela 2013-09-13 às 22.38.51

Esse é o vídeo mais fácil para aprender a fazer, em apenas 8 minutos. Não fica melhor que isso. Michelle Money é ex-participante de The Bachelor, e ficou famosa por suas ondas mais que perfeitas, feitas por ela mesma. Ela é cabeleireira, e não é a toa que esse vídeo é meu xodó. Foi a maneira mais fácil que aprendi a fazer até hoje. Quer aprender também? Então dá o play! 😉

Três produtos para salvar sua pele já!

Posso não ter descoberto como trazer seu amor de volta em 3 dias (dizem que é assim), nem como encontra-lo na balada (dizem que é assim), mas já dá pra ajudar a salvar sua pele. Em matéria de pele perfeita o segredo não é nada de outro mundo. E pode acreditar, porque eu quase fui até lá tentando descobrir.

Captura de Tela 2013-09-13 às 21.16.55

Em primeiro lugar, beba muita água. Faz mais bem para a sua pele do que talvez você imagine. Esse é o primeiro passo, e os três seguintes são esses aqui:

1. Remover a maquiagem. Bem. Se você é daquelas que chega da balada, passa lencinho demaquilante e vai dormir, você está fazendo isso errado. Tem que tirar bem e por completo. Lavo o rosto como Gentle Skin Cleanser, da Cetaphil, e funciona maravilhas.

2. Limpar só mais um pouquinho! Depois do Cetaphil eu passo o Normaderm, da Vichy, mas pode ser qualquer sabonete líquido que funcione para você. Ele tira a oleosidade e os restos do produto removedor, e aí sim a pele já está limpa.

3. Hidratar. Principalmente depois que você volta da balada. Pode rir e se imaginar chegando mucho loca passando hidratante na cara às 5 da manhã, mas se quiser acordar decente no dia seguinte, essa dica é tão valiosa quando beber bastante água entre um copo e outro de álcool. Se eu puder indicar um produto na face da terra, indico o creme Embryolisse. Custa relativamente pouco, funciona para tudo e faz bons milagres.

Captura de Tela 2013-09-13 às 21.17.20

Se eu consegui, você consegue. Ficar de bem com a minha pele é mais difícil que recusar bombom de morango, viagem com tudo pago ou um convite pra sair com Channing Tatum. E eu consegui. E se eu consegui, bem… você entendeu a ideia.

7 motivos para grudar em Orange Is The New Black

O seriado virou febre logo após o primeiro episódio, e não há mídia que não esteja falando dele por aí. Se você ainda não deu uma chance a Orange Is The New Black, aqui vão 7 motivos pra te fazer mudar de ideia:

o-ORANGE-IS-THE-NEW-BLACK-facebook

1. OITNB foge do lugar comum dos seriados. É a história de Piper Chapman, que tinha uma vida quase perfeita até ser sentenciada a 15 meses de prisão. É um pouco como se redescobrir no lugar mais improvável da face da Terra, sem os clichês dos seriados modernos e com muitas cenas engraçadas.

2. A história é leve. Os 50 minutos que duram o seriado passam voando, e você se pega perguntando “mas já??” quando o episódio chega ao fim. A primeira temporada é para ver numa sentada só, com muita pipoca e chocolate.

3. OITNB faz jus ao hype todo. Sabe quando tá todo mundo falando e bate aquela preguiça de conferir porque as pessoas já fizeram muito alarde e criaram expectativas que nem existiam pra você? Esqueça. Aperte o play e seja feliz.

4. A história é contada em flashback, e você vai descobrindo um pouco mais sobre cada personagem a cada novo episódio. Isso faz com que o enredo se desenrole sem você achar que perdeu alguma coisa mas também faz você criar simpatia com as personagens. Sim, você vai acabar simpatizando com meia dúzia de presidiárias 😉

5. Dá pra descobrir um montão de truques engraçados de beleza. A prisão conta com um salãozinho de beleza e Piper faz cosméticos, então volta e meia você descobre alguma coisa nova. O blog TotalBeauty conta algumas artimanhas de beleza que podem ser feitas com quase nenhum recurso, como na série!

6. A história é real. O livro de Piper Kerman, que contém a história na qual a série foi inspirada, já recebeu milhões de elogios por aí. O livro é recheado de passagens como no seriado, que demonstram alguns atos solidários, algumas palavras de incentivo e algumas lições de vida que Piper aprendeu consigo mesma e com outras mulheres durante o ano em que ficou detida.

7. Jenji Kohan, que criou a série, é também criadora de Weeds, uma série sobre uma mãe viúva que começa a vender a droga para sustentar a família. A série foi super aclamada e ganhou um Golden Globe e dois Emmys, entre outros prêmios da televisão americana.

Falta mais algum motivo para você se apaixonar por Orange Is The New Black também?