Em casa

O cabelo perfeito é uma busca tão incessante quanto a pelo homem ideal. Essa frase resume o post, e eu até pararia por aqui, mas aí não haveria post nenhum. Então vim aqui contar uma verdade que vai doer em todas vocês: o homem ideal não existe. Mas existe um que é ideal a seus olhos – e com questões capilares é a mesma coisa. Há, portanto, os requisitos básicos, a checklist para cabelos perfeitos, que é a mesma checklist que fazemos para os homens, mas com conteúdo diferente. Bíceps Brilho? Check. Cor? Check. Corte? Check.

Quando a gente está há meses sem passar pela porta do salão de beleza, essas questões são ainda mais importantes. A verdade é que dá sim para manter os cabelos bonitos sem pisar no salão por bastante tempo. E por experiência própria, aqui vai a minha checklist para manter os cabelos bonitos sem ajuda profissional:

Um bom produto para hidratar. Uso o Moroccanoil 1x por semana e intercalo com outros cremes de tratamento, máscaras etc. Independente do que funciona melhor para o seu cabelo, é importante hidratar, nem que só da metade para as pontas.

Um produto para proteger do calor. Não importa se você não alisa o cabelo nunca. Também não aliso (usei minha chapinha 2x desde que cheguei para consertar bad-hair-days), mas o secador já é agressão o suficiente. Um protetor térmico é indispensável.

Um produto para estilizar. Eu gosto de um volume na raiz dos cabelos, um pouquinho de messy hair, mas aí vai de cada um. Tem quem prefira modelar as ondas do cabelo, dar uma aparência de cabelo de praia, estruturar os fios com pomada, enfim. É legal ter em casa para quando for sair, para quando o cabelo-de-todo-dia for sem graça demais.

Um produto para dar brilho. Brilho é o que dá aparência saudável aos fios. Ter um desses em casa deixa os cabelos lindos todos os dias e disfarça qualquer aparência de fios desgastados.

Deu? Chega? Não. Cabelos bonitos dão trabalho, fato. É importante investir numa – ou numas – boa escova de cabelos. No meu caso, trouxe blusas de menos na mala, e escovas de cabelos de mais. Três, na contagem final, e um pente de madeira. Uso tudo. Cada escova tem a sua função. Tenho uma para pentear depois do banho sem arrebentar os fios, uma para fazer escova, uma para escovar os cabelos secos. Parece exagero, mas gente, não piso num salão de beleza há 3 meses, respeitem.

Sonho de consumo? Uma Mason Pearson. Elas custam a bagatela de 100 euros, ou libras, pior ainda. Mas100eurosnumaescovadecabelo? Ah, pois é. Vai de cada um… Nunca tive coragem. 100 euros não é coincidência. Ela é, sim, a melhor por aí. Quem sabe um dia.

Minha dica final é procurar o shampoo e o condicionador que funcionem para você. Uso shampoo transparente (os opacos normalmente hidratam demais) e um condicionador da John Frieda que faz milagres. O nome é Brilliant Brunette Multi-tone Revealing Daily Conditioner. Nomes grandes me agradam. O que ele faz é revelar os tons de cabelo, mesmo nos fios naturais. Passo da metade para as pontas e a aparência é de mechas definidas, que eu amo.

Afinal, quem precisa de salão de beleza? Quem sabe em um mês to aqui fazendo post sobre como cortar os cabelos em casa. #sóquenão

Artigo 1˚

Acho que to ficando com saudades do direito. Mentira. Mas só para não esquecer completamente das raízes, dei nome ao post.

E essa primeira frase foi só para distrair vocês do fato de que eu não posto há uma semana. O tempo aqui passa mais rápido que sessão de massagem. Enfim.

Vendo umas fotos pela internet me peguei desejando profundamente uns shorts de couro. Sem brincadeira, cheguei a sonhar. E o bom de morar fora é que opções não faltam. Tem em tudo quanto é lugar.

Não é lindo? Mais básico que isso, só se fosse jeans. Com camiseta/regata branca não precisa de mais nada e sempre parece arrumadinho. Até de cara lavada ele vai, e não é toda roupa que faz isso.

Tudo preto também acho lindo, apesar de que sou suspeita para falar. Quando cheguei em Berlim percebi que eu só tenho roupa preta. E ele combina perfeitamente com sandália de tiras, como na terceira foto.

Com camisa também fica lindo, principalmente com essas botas baixinhas, que eu também sou suspeita para falar porque amo. Sei que é repetitivo, mas como dá para ver pelas fotos, realmente não precisa de mais nada.

Meu lado piriguete desinibida prefere os mais curtinhos, quase hot pants. Não me julguem. Não sei se sairia assim na rua, mas amei a combinação com o blazer (é blazer isso?) de paetês. E blazer é uma das combinações mais legais para os shorts de couro.

E se Miranda Kerr usa, é incontestável. Sem mais. Morri com o primeiro look e copiaria inteiro se pudesse.

Por último, uma rápida lembrança que vi no facebook do Fashionismo na hora de usar os shortinhos:

Porque né, os shorts são só meio caminho andado e não dá para usar e andar como se estivesse de calça de moletom. A sensualidade tá nas pequenas coisas, e por pequenas não digo os shorts.

Peço deferimento.

Maquiagem de formatura

Dando uma olhada retrospectiva nos meus posts, vi que eu sou a pior pessoa para dar título a eles. Não consigo pensar em nada original. E não ia ser hoje. Mas vamos lá.

Quando penso em formatura, eu penso em Victoria’s Secret. Acho que quando eu penso em qualquer coisa eu penso em Victoria’s Secret, mas, em formaturas e ocasiões especiais, penso ainda mais. Sei que tem quem adore um cabelo preso, um batom vermelho, mas eu amo cabelos soltos e uma maquiagem linda com boca-quase-nada. Ainda assim, como esse post não é para mim, e sim para quem está se formando, aqui vão minhas inspirações:

Dos cabelos presos, esses são provavelmente meus preferidos: displicentes, com uns fios soltos e cara de quem fez em casa, sem nenhum resquício de laquê. Acho que ficam bem em qualquer uma, mas são provavelmente os mais difíceis de fazer, mesmo no salão.

Tem também esses mais estruturados, com a raiz bem puxada e cara de que levaram um laquê, provavelmente o tipo preferido dos cabeleireiros. Adoro quando são bem baixos ou quando levam, lá no alto, uma volta de trancinha.

O meio preso é a opção de quem não quer ir com o cabelo solto, mas não quer prender tudo. Acho que nesse caso o voluminho no topo é indispensável, assim como deixar a franja solta. Amei esse meio preso com trança, esse meio de lado da Bar Refaeli e o da Rosie. Musa.

Maaas meus preferidos ainda são os soltos. Acho lindo, acho sexy e é a opção que mais agrada a homens e mulheres, simultaneamente, nesse planeta. Nesse caso, dá para enrolar bastante e colocar um volume, prender só de um lado ou, meu jeito preferido, repartir a raiz do cabelo em um dos lados. Ou tudo-junto-ao-mesmo-tempo-agora. Dá até para deixar o cabelo liso, mas se o seu já é liso natural, acho que a formatura é a ocasião de mudar, pelo menos um pouquinho.

Quanto à maquiagem, algo que te deixe linda e ainda com cara de você mesma é o ideal. É também a hora que a escolha depende do vestido.

Vestidos mais secos deixam espaço para olhos bem marcados ou uma boca colorida, com batom pink ou vermelho. Já se você vai trabalhada no brilho, dê uma folga e pegue leve: faça um olho bonito, e deixe a boca na cor natural. Agora, independente do que for vestir, algumas coisas são essenciais: pele perfeita, brilho no canto interno dos olhos, cílios postiços (indispensável) e blush para noite/foto (um pouquinho mais forte que o normal). Esquecer um desses 4, para mim, é imperdoável.

Espero que esses posts tenham ajudado pelo menos alguém. Qualquer dúvida me procurem, deixem nos comentários. Minhas amigas sabem que eu tiro dúvidas pelo whatsapp a qualquer hora do dia (já indiquei numeração de cílio postiço no meio do sono, e ainda indiquei certo), é só uma questão de me pedir 😉

Pele iluminada

Sou muito chata com essas coisas. Para mim, pele perfeita é pele iluminada. Principalmente quando vou sair, passo iluminador como se não houve amanhã, e já até ouvi reclamações por causa disso. Faz parte.

O ar mais seco da Alemanha é perfeito para deixar o cabelo liso e a pele boa, mas quando o inverno pesado começa, ele acaba com a pele. Sem falar que leva embora toda a luminosidade. Os lábios racham, a pele resseca e toda a quantidade de roupas da mala não é o suficiente quando a temperatura baixa de zero.

Sabia disso já quando vim para cá, e antes mesmo do inverno chegar comecei a procurar hidratantes potentes, indicações e tudo mais. Aí que aproveitei quando estava em Paris para conferir qual era a hype do Embryolisse.

Todo mundo elogia e o creme promete maravilhas, então por que não? Como ele é baratinho comparado aos demais (cerca de 10 euros, 75ml), não pensei duas vezes.

E ele realmente faz maravilhas. Hidrata super bem a pele, protege do ar muito frio e seco, funciona como primer e devolve aquela luminosidade que só uma pele bem hidratada tem. Apesar de tudo isso, não é pesado nem entope os poros.

Recomendo muito. Super. É muito custo/benefício num produto só. Talvez não para o clima do Brasil (pelo menos eu nunca precisei de hidratante no Brasil), a não ser que você tenha a pele bem seca. Agora, se estiver de viagem marcada para o frio, não pense duas vezes quando encontrar o creme por aí. Ele é chatinho de achar e só encontrei mesmo em Paris.

Minha única reclamação é a embalagem. O creme vem num desses tubos tipo pomada, que não voltam para a forma original. O meu amassou na mala e sempre sai mais produto que eu preciso. Como o creme foi criado anos atrás como uma pomada de tratamento, acho que essa é a intenção da embalagem, mas poxa, tá na hora de arrumar isso aí produção.

Formatura

Final de ano chegando, e além de Natal e desfile da Victoria’s Secret, tem muita gente ansiosa por outro tipo de evento: a formatura! 🙂

Ainda não é a minha, mas será em breve, e tenho muitas amigas na mesma situação: em épocas de entrega de TCC e concursos (de vestibular a MP, tenho amigas prestando tudo quanto é tipo 😉) fica até difícil focar a cabeça no que vem mais pra frente – mas ao mesmo tempo, é impossível não gastar pelo menos um tempinho sonhando com o vestido perfeito.

Pensando nisso, resolvi fazer um guia para ajudar  – da formanda à melhor amiga/convidada especial, deixem o convite lá em casa – a escolher o vestido ideal, decidir o que fazer com o cabelo e não errar na maquiagem. E hoje é dia de falar de vestidos. 

Sim, vestidos são, provavelmente, a parte mais pessoal da história. Depende muito do gosto de cada uma e, convenhamos, se você está feliz com o vestido que escolheu, ninguém tem mais nada a ver com isso. Ainda assim, não custa dar a minha opinião ;):

Amo um vestido simples, com corte e tecido impecáveis e uma cor clarinha, que pode ir do creme ao nude/blush, passando por um amarelo claro, como esse Jenny Packham dos sonhos de Gossip Girl. Sou bem ciumenta com minhas pastinhas de inspirações hahaha ainda mais de momentos especiais, como formaturas/casamentos, mas resolvi compartilhar mesmo assim. Sejam legais e compreensivas com o meu gesto!

Quem acha que não dá para ser simples demais, pode ousar sem problemas, estilo tapete vermelho com parcimônia. Zuhair Murad é um estilista que roubou meu coração e, mesmo não gostando de pretos para formatura, iria feliz da vida com o segundo vestido bordado, in-crí-vel. Gosto de um brilho e, se tivesse que me jogar no paetê, acho que iria de corte simples, decote nas costas e brilho dourado. Agora, se fosse de manga comprida (uma coisa que AMO em vestidos de festa), escolheria sem dúvidas um modelo como esse ZM rendado, de Gossip Girl.

Quer um lugar bom para buscar inspiração? Miss Universo. Nesse tipo de concurso os vestidos são feitos para realmente valorizar o corpo, e tudo – da cor ao corte – é pensado nos mínimos detalhes. As fendas e decotes são exagerados porque, afinal, é um concurso, mas é só saber adaptar. Achei esse vestido da Leila Lopes ano passado lindíssimo, e tenho uma queda enorme por vestidos vermelhos e de um ombro só, então o da Ximena Navarrete é, provavelmente, meu preferido.

Agora se você é novinha, convidada ou simplesmente acha que um longo é too much, pode apostar nos curtos sem medo. Meu gosto para longos vale para os curtos também: amo uma renda, uma transparência, amo brilho, amo mangas compridas e amo um ombro só. Todos os vestidos acima são incríveis e usaria qualquer um deles, a qualquer tempo.

Gostaram das minhas escolhas? Dá para se inspirar, e, quem sabe, levar na costureira mais próxima?

Os próximos posts vou intercalando. Ainda quero dar dicas sobre o que acho legal quando o assunto é beleza 😉

Backstage & After Party VSFS 2012

Depois de suar o semestre inteiro para entrar em forma e dar o máximo na passarela, nada mais humano que comemorar virando muitas biritas e coxinhas no After Party.

Acho que depois que o mundo inteiro te viu de calcinha e sutiã e coberta em glitter corporal, o dress code pede mesmo vestidos curtos, recortes e fendas, sem problema algum.

Miranda (de Balmain), Alessandra (de Zuhair Murad), Candice e Izabel (de Anthony Vaccarello) foram as mais bem vestidas, na minha opinião. Isso contando tudo, do conjunto da obra à pose no tapete vermelho, porque não é fácil sorrir de vestidinho no meio da neve de NY.

Adriana Lima linda, Barbara Palvin num mullet que não me convenceu, Lily bem vestida, mas confesso que prefiro quando ela se enrola em Herve Leger e sensualiza. Cara Delevigne super fiel ao próprio estilo, mas achei que podia ter ousado, afinal, é o dia mais importante na vida profissional de uma angel.

Mudando de after para antes, é sempre bom dar uma olhada no backstage e conferir qual foi o robe da vez e qual o segredo de tanta beleza.

Acho que a produção ficou com preguiça e costurou 2 robes de anos anteriores para fazer 1 só. Mentira. Achei que a dupla face ficou bem legal, com as listras por dentro, e não vejo a hora de ver em detalhes no site.

Agora aos segredos: além de maquiagem corporal (base para o corpo para esconder imperfeições e defeitinhos indesejáveis e contorno num tom mais escuro para marcar nos lugares certos), há muito iluminador (para dar brilho e aquela disfarçada), extensões nos cabelos e spray de brilho e sutiãs em numeração maior, para as menos providas.

Falei ontem aqui como achei que esse ano tinham muitas modelos novas. Fui pesquisar e confirmei que é isso mesmo. Praticamente 1/3 delas são novas. Cara Delevigne, Barbara Palvin, Jessica Hart, Hilary Rhonda, Frida Gustavsson e muitas mais incrementaram o time esse ano (inclusive uma delas se chama Shu Pei. Sem maldade, mas #euri)

Candice, de costas, mostrando toda sua maquiagem corporal #sóquenão. Lavada. E Behati fazendo pose de bruxa, muy fofa.

A título de curiosidade, o produção do show tinha tantos geradores, para garantir que o show ia continuar, apesar de Sandy, que a Guarda Nacional precisou e pediu uns emprestados.

E agora, para finalizar a cobertura, minha foto preferida desse ano:

Deusas!

VSFS 2012

Já dá para respirar – quase – aliviada! O desfile aconteceu ontem, e se ainda se dá do mesmo jeito, as meninas desfilaram 2 vezes, uma mais cedo e uma à noite, com a presença de convidados famosos. Os segmentos foram Dangerous Liaisons (com Rihanna), Circus (abertura) , Calendar Girls, Silver Screen, Angels in Bloom e Pink is Me (com Justin Bieber)Vamos às fotos?

Olhando as fantasias dá para perceber bem qual pertence à qual segmento. Apesar de alguns temas já terem se repetido em anos anteriores (um segmento de flores foi desfilado em 2008 e circo foi o tema do PINK de 2006), ainda assim achei que esse ano foi caprichado e, pelas fotos, ainda mais bonito (2009 para mim foi o pior).

Já tenho minhas preferidas escolhidas. Acho que Erin estava incrível esse ano, e essa fantasia de ano novo é uma graça. Alessandra também ficou linda com a asa de orquídeas (e o sutiã modesto de 1 milhão de dólares). Miranda, Lily e Doutzen fecham a cota das lingeries/fantasias mais bonitas do desfile.

Lindsay carregou uma das maiores (senão a maior!) asas do desfile, e Miranda, que é uma das minha preferida, ficou perfeita. Não tenho nem palavras para descrever.

Achei que esse ano tava cheio de novas caras (até Cara Delevigne desfilou, para êxito do trocadilho 😉). Barbara Palvin, das que não conhecia, achei a mais bonita.

Adoro uma over-the-knee-praticamente-na-thigh, e essa fantasia de bengalas de Natal, que foi uma das liberadas nos primeiros croquis, ficou show. Doutzen também ficou uma graça e a dela podia muito bem passar despercebida no Carnaval carioca.

Behati de bruxinha é amor e essa fantasia da Candice, entre as que ela usou, foi das minhas preferidas.

Achei também que Adriana Lima estava super bem (ela teve filho em Setembro desse ano!) e imagino que pessoalmente ela deve ser uma fofa, porque é sempre a mais simpática e risonha nas fotos e filmagens. Izabel Goulart estava super malhada e bronzeada, as always, e Candice fez luzes invertidas no cabelo (informação super relevante, eu sei, mas me chamou atenção).

Tudo muito bom, tudo muito bem mas minhas preferidas acabam por aqui. A cobertura é completa no site vsholic.com, se você quiser estragar toda a surpresa do desfile, dia 4 de Dezembro (ainda mais do que já estraguei por aqui).

Postei as fotos assim que cheguei em casa porque até meus amigos homens já tinham visto as fotos do desfile, e eu ainda não: me senti ultrapassada. Mais tarde posto as fotos do backstage e do pink carpet. Achei que as meninas capricharam esse ano.