Happy 22!

Uma pausa no blog para um post um pouco mais pessoal! Hoje é meu aniversário, e eu queria tirar um espacinho para agradecer.

Agradecer a todos(as) que lêem o blog, que interagem ou que dão ideias de pautas para escrever. Escrevo porque amo, e receber o carinho de volta, seja num recado no blog, no facebook ou pessoalmente é muito especial.

Agradecer também à minha família, amigos/amigas e meu namorado. São pessoas que estão sempre a meu lado, que me apoiam e tratam meu blog como se fosse delas. Agradeço a Deus todos os dias por tê-las ao meu lado, saudáveis e felizes.

Nada de wishlist de aniversário por hoje! Até pensei em fazer uma, e no fim decidi que hoje só tenho a agradecer, e não pedir. Mas uma Chanel não faria nada mal….

 

Por isso, a todos que estão lendo, deixo um beijo especial. Obrigada por fazerem parte e visitarem o blog, e espero que ele seja um lugar tão gostoso para vocês como é para mim.

Anúncios

Como aprendi a me maquiar

Sempre soube os benefícios que um lápis de olho e um bom blush fazem pela beleza, mas até alguns anos atrás, se me perguntassem o que era um primer ou para que servia um duo fibre, não iria saber responder. Até então minha coleção de maquiagens se limitava a uns 5 ou 6 produtos, e se estivesse cansada, branquela ou com marcas no rosto, era assim que ia passar o dia. Aí descobri o YouTube.

Conto essa história para todos que me perguntam como aprendi a me maquiar. Um dia zanzando pelo YouTube, cliquei em um vídeo de uma menina ensinando a fazer maquiagem. Naquela mesma noite assisti a vários vídeos dela, e assim foi como passei meus próximos meses, vendo toneladas de vídeos por dia. Como resultado, comecei a me interessar por maquiagem e por produtos de beleza. Descobri o Primer Potion, o spray térmico para cabelos e a possibilidade de usar base todos os dias.

Comprei uma porção de produtos e comecei o que hoje é meu cantinho da beleza. Mas acima de tudo descobri o poder se auto transformar, de se deixar bonita (mesmo nos dias em que se acorda feia!) e o efeito que isso tem na auto estima. Descobri que beleza não é futilidade, e que gostar do que se vê no espelho todos os dias não tem preço.

Assim, dou a dica para quem está começando a se aventurar, pois foi com elas que aprendi:

Juicystar07 é um nome um quanto esquisito, mas que lançou Blair Fowler à fama. Foi essa a menina do vídeo a quem me referi no começo do texto. Descobri seus vídeos em 2009, quando ela se maquiava com o que tinha num quarto verde no Tennessee. Hoje ela mora em Los Angeles, tem o próprio apartamento, uma loja online, uma linha de maquiagens, um livro que está sendo publicado e já foi inclusive indicada ao Teen Choice Awards. Vou ser sincera e dizer que prefiro seus vídeos mais antigos, quando não era famosa nem paga para demonstrar produtos, então volto e meia procuro os arquivos da página para rever seus vídeos de 2009/2010.

Elle, que atende no YouTube por Allthatglitters21, é irmã de Blair e seguiu a mesma trajetória. Hoje elas moram juntas e dividem o sucesso que fazem pela internet. Nada mal.

Tanya Burr é Pixi2woo na internet, e faz as maquiagens mais lindas que já vi. Descobri há uns 2 anos e hoje é a quem mais assisto. Praticamente tudo que ela usa nos tutoriais vai para minha wishlist, e ela consegue recriar com precisão maquiagens que vê – ou que as pessoas pedem – por aí.

Apresentadas as professoras, a chave para aprender a se maquiar é praticar. Essa é a mágica dos vídeos de maquiagem. Eles permitem aprender, em detalhes, como se faz um delineador gatinho, um smokey eye ou um contorno no rosto. Dão infinitas possibilidades, desde que haja vontade (ou força de vontade) de, depois que o vídeo acaba, ir ao espelho tentar colocar em prática.

Perdi a conta de quantos olhos refiz, de quantos traços de delineador deram errado, de quantas vezes exagerei no blush ou destruí um cabelo recém lavado (porque tem vídeos de cabelos também, como se já não bastasse). Esse é o caminho do aprendizado. Não existe milagre, e a não ser que você seja a Miss Universo, ninguém vai bater à sua porta 6:00h da manhã para deixá-la maquiada e penteada, pronta para sair de casa. Passar de uma zero à esquerda em coordenação motora à campeã em delineador em gel requer prática e paciência, mas é incrivelmente possível. E vale a pena.

A vez do pink

A cor já foi hit dos anos 80/90, e começou a ser evitada um tempo depois. Por ser muitas vezes associada a looks infantis ou exagerados, ela deixou um pouco a cena para voltar com tudo nas últimas temporadas. É preciso, no entanto, saber escolher a peça e combinar com o resto do look, mas quando ele é bem feito, o resultado é imprevisível, gracioso e impossível não ser notado. Num ótimo sentido.

Na minha opinião, fica lindíssimo numa peça única, como um vestido. A cor segura o look por si só, sem necessidade de algo a mais. Sapato ou sandália nude, para deixar o vestido reinar sozinho, ou preto, para aparecer mesmo. Não tem erro. Se o vestido for Herve Leger, ou justo/com fendas/de bandagem, vários pontos a mais! Tira o ar mais infantil e deixa o look sexy.

Ainda assim, dá para ir numa outra peça, como uma calça, uma saia ou uma blusa/camisa. Nesse caso, é 8 ou 80: ou uma combinação neutra, com branco, nude, cinza, preto ou azul marinho; ou um color blocking, para colorir de vez. Nesse caso, o rosa fica lindo com vermelho ou turquesa, e o melhor é limitar o look a no máximo 3 cores diferentes (incluindo o sapato e os acessórios).

Para começar a pensar mais pink nas próximas ocasiões.

Em Londres

Notícia rápida do dia: as fãs da marca de lingerie mais famosa do mundo já podem comemorar. A Victoria’s Secret acabou de desembarcar em outro continente, e já pode ser encontrada em Londres. Até então com lojas apenas nos Estados Unidos e no Canadá, e algumas opções em Free Shops por aí afora, a marca finalmente resolveu que era hora de expandir horizontes.

A loja por enquanto abriu somente no Shopping Westfield Stratford, mas já já deve abrir outra na Bond Street. Ainda assim, é uma boa notícia para quem ama comprar por lá.

Outra boa notícia é que na nova loja estarão expostas algumas das lingeries e asas usadas pelas modelos no desfile do ano passado. Um presente e tanto para as inglesas que esperaram até agora para comprar VS em território nacional, e também para as turistas, ainda mais em tempos de Olimpíadas.

Uma dica para quem está de passagem pela Europa e vai poder aproveitar: várias linhas de produtos para o corpo e os cabelos não vendem pela internet ou em Free Shops, e só estão disponíveis nas lojas. Para ficar de olho.

Smiley Miley

Sempre tive uma quedinha por Miley Cyrus. Tem quem discorde, mas acho que ter tanta influência com o público, sendo tão jovem, não é tarefa para qualquer um. Só que desde que ela conheceu Liam Hemsworth e, principalmente, depois que noivou, seu estilo mudou completamente. Palmos de cabelo a menos, e quilates de brilhante a mais, Miley com certeza resolveu melhorar o jogo, afinal ser noiva de Liam é o que se pode chamar de concorrência desleal.

Miley sempre teve um estilo meio grunge, shorts desfiado, camisa larga, botas, cabelão solto e precisando de um corte – e de uma lavagem, diga-se de passagem. Mas ultimamente ela tem desfilado uns looks quase que opostos ao estilo de sempre: de vestido branco de renda a macacão floral, passando por jeans e camiseta a camisas justinhas, ela melhorou – e muito – a imagem que tinha. Está mais leve, mais clean e muito mais bonita.

Até no corpo a gente percebe uma grande mudança, mais magro e torneado, e ela inclusive anda desfilando por aí vários looks de academia super copiáveis. O estilo pelo qual é conhecida ainda se faz presente, seja nos óculos redondinhos ou no all star preto, mas Miley está bem melhor. Que o digam os shortinhos de cintura alta, o nó nas camisas, o pretinho básico justíssimo, e as bolsas de fazer inveja. Não sei com quem ela aprendeu (sei sim: Simone Harouche, a stylist dela) mas com certeza aprendeu direitinho.

E de uma vez por todas, alguém duvida que o amor deixa as mulheres mais bonitas? Olha a diferença dela nas fotos em que está com Liam. Maquiagem e cabelo mais bonitos, vestidos impecáveis, e pose idem. Até porque, com um noivo desse, quem não ficaria (bem) melhor?!

Beauty Tip: Os cabelos de Blake

Quando li no blog Fashionismo que o stylist de Blake Lively tinha um produto específico para deixar os cabelos com aquele volume perfeito, sabia que tinha que ir atrás do bendito (do produto, não do stylist). Afinal, quem não quer ter os cabelos de Serena Van der Woodsen?

O produto em questão é o Sally Hershberger Supreme Lift, e apesar de ser baratinho e fácil de encontrar lá fora, não foi muito fácil de achar para mandar para o Brasil. Mas consumismo persistência é meu sobrenome e acabei encontrando.

Usei e realmente o cabelo fica com aquele volume lindo, com balanço. Dá para passar no cabelo inteiro ou só na raiz, depois de lavar e antes de secar. Foi o que fiz, e amei o resultado.

Ainda assim, a grande diferença que vi dos outros produtos de volume para esse não é o volume em si, mas a leveza dos cabelos. Ele não deixa resíduo nenhum, não deixa o cabelo pesado nem grudento ou duro, e é o primeiro produto de volume que deixa meus cabelos assim, sem necessidade de lavar após o uso.

Ainda quero testar como ensinou Eric Daman, que faz o cabelo de Blake em Gossip Girl, secando os cabelos para cima e enrolando com os dedos. Acho que o resultado deve ficar ainda melhor!

E por US$ 13.00, vale completamente o investimento.

The Bachelorette Fashion

Era o season finale que todos estavam esperando. Mentira. Mas eu estava contando os dias ansiosamente, porque apesar de todos adorarem séries bem cotadas como The Game of Thrones, The Bachelor/Bachelorette é meu guilty pleasure preferido.

Então não via a hora da série chegar ao fim, para descobrir com quem ela noivou e, principalmente, selecionar, entre o orçamento de US$ 350.000,00 que Emily tem para abastecer o closet para o show, aquelas que são minhas peças preferidas.

Começando pela parte que mais amo: os longos. Emily usou e abusou deles durante a temporada. Saias e vestidos, tudo bem fluido e com muitas fendas, perfeito para o cenário de praia de Curaçao e Bermuda, onde as filmagens aconteceram em parte.

Roupas para ficar em casa, já que o ofício de mãe tem que ser exercido até na televisão.

 

Os looks depois que o reality show acabou. Acho legal como ela conseguiu se manter fiel ao estilo próprio mesmo durante as filmagens, quando tem personal stylist e toda a produção por trás, dando pitaco. Amei o tie-dye da segunda foto.

 

As roupas de frio. Eles foram para Londres, Dubrovnik e Praga no inverno e pegaram um frio intenso. Ela conta que tinha tantas roupas legais que morria de pena de colocar um casacão cobrindo tudo, e muitas vezes passava frio mesmo.

Os vestidos curtos. Tinham muitos durante o show, e esses 3 foram meus preferidos. O primeiro é All Saints, o pink é um Herve Leger absurdamente lindo e o terceiro… não faço ideia!

Os longos. Nunca vi alguém para gostar tanto de brilho. Alguns outros looks eram incríveis, mas a fotografia do show não ajudou em nada e o printscreen ficou terrível, então foi isso que consegui. O segundo vestido, usado na primeira noite, ficou lindíssimo.

Amo tudo que Emily usa, e amo ainda mais o jeito que ela consegue ir de Zara a Herve Leger sem perder o tom. Fica linda com tudo, e tudo que ela usa eu quero também. Como teve praia no meio disso tudo, muitos biquínis incríveis apareceram na temporada e minha vontade era postar todos, mas não tinha uma cena sequer para tirar um print descente das roupas de praia. Então quem quiser, que assista (vale a pena!). E quem quiser ID das roupas, tem que ir no blog Possessionista, que ela identifica tudo – de vários shows, inclusive!

E é isso. Mais uma temporada acabou, e vou sentir muita falta. Mas Emily está por aí no Insta.gram (@emilygmaynard) e na mira dos paparazzi, então espero poder ver muito dela ainda, e depois mostrar tudo no blog!

Quanto ao noivo, assim como foi com as roupas, acho que ela fez uma escolha perfeita.

Fotos: Possessionista, ABC.com.